2 de fevereiro de 2013

PERSONAL | voleibol

 Desde do momento que entrei para o voleibol, tento esforçar-me para aprender aquela esta "nova" modalidade. Aproveito todas as oportunidades que deram-me e agora estou num nível que nunca pensei chegar.

Para mim, jogar voleibol é uma maneira de esquecer todos os meus problemas e o mundo exterior. O nervosismo atormenta-me na noite antes de cada jogo e ataca em força em cada serviço, em cada recepção, em cada ataque. Tento jogar com o coração quente e com a cabeça fria. Quando falho tento pensar em formas de conseguir fazer um ponto e ver as minhas colegas de equipa felizes. Quando vou ao chão procuro forças para me levantar. Apoio com toda a minha garra a minha equipa e não me importo de ficar sem voz ou com dores por causa disso.

Eu lutei muito por chegar onde cheguei e ainda não atingi a meta que queria. O que eu gostava muito, era de passar à próxima fase, ir a São Jorge e ter a oportunidade de mostrar aquelas pessoas que duvidaram de mim, que eu sou capaz e não sou uma inválida.


Escrevi isto a uns dias atrás, um dia antes de um jogo que decidia quem ia a próxima fase.

Perdemos, tal com perdemos todos os outros jogos e agora toda a força e dedicação que dei a equipa e em todos os jogos foi por água abaixo. Por vezes, sinto que posso dar mais à equipa, por outras, sinto que já não sei o que fazer mais.

1 comentário:

  1. Gostei do titulo do post, muito bom mesmo.

    Desde que dês o teu máximo em cada jogo, então não há mais que possas fazer. Perder é algo natural na vida, mas acredito que chegará a vossa altura de ganhar e de alcançar os vossos objectivos desde que batalhem para isso.

    Bjs

    http://chocopink89.blogspot.pt/

    ResponderEliminar