26 de novembro de 2012

PERSONAL | dreams

Querido Pai Natal,

  E cá estou eu, de novo, a escrever-te, mas não te venho pedir brinquedos visto que já sou demasiado "crescida". Mas não resisti a libertar a criança que há em mim e escrever uma carta para o senhor de barbas brancas que vive no pólo norte.
  Este ano eu quero a paz, gostava muito que o espirito natalício invadisse a minha casa e a minha ilha. Que não houvesse discussões e que tudo corresse bem. Os meus desejos da minha carta do ano anterior ainda se mantém, eu sei que são impossíveis, mas tentar não custa certo?
  A felicidade no mundo. Uma coisa que, se todos nós contribuirmos, pode realmente acontecer. Basta as pessoas quererem, mas elas não se importam... E isso revolta-me.
  Eu já tenho tudo, só gostava que os outros também tivessem aquilo que eu tenho... As melhores amigas do mundo, uma casa, uma família.
 Assim concluo esta carta e me despeço com os melhores cumprimentos,

Vânia Andrade

p.s: Eu não me esqueço das bolachas e da caneca de leite em cima da mesa!

1 comentário:

  1. Olá querida
    Descobri o teu blog e estou a gostar muito.
    Parabéns pelo trabalho desenvolvido.
    Caso queiras visita-me em:
    http://www.neuzamariano.blogspot.pt
    http://www.youtube.com/user/neuzamariano

    P.S.: Já te estou a seguir! =)

    Muitos beijinhos
    MUAH* <3

    ResponderEliminar